Archive for Alertas

Sinal de Alerta na netAffiliation

Rede PubliPT informou em carta aberta aos membros que a Plataforma de Afiliação netAffiliation não está honrando seus compromissos.A rede portuguesa de propaganda pela Internet PubliPT informou nesta quinta-feira, 06/02/2014 que a Plataforma de Afiliação netAffiliation não está honrando seus compromissos financeiros para com o grupo PubliPT.

O PubliPT enviou carta aberta a todos os membros, cujo conteúdo é copiado abaixo:

A Publipt vem por este meio informar que a empresa Netaffiliation (http://www.netaffiliation.com/) está em dívida para connosco há vários meses e em valores consideráveis.

Em breve serão tornados públicos todos os pormenores, bem como serão divulgados através do nosso Facebook, rede de sites e será dado conhecimento a todas as empresas e marcas que anunciam e anunciaram com a referida rede publicitária.

Informamos que, apenas decidimos por este caminho, tendo em conta que fomos completamente ignorados, numa total falta de respeito, sendo que a empresa, após várias tentativas de empatar relativamente aos pagamentos, deixou pura e simplesmente de nos responder aos emails e de efetuar os pagamentos.

É lamentável.

Cumprimentos e obrigado.

PUBLIPT STAFF

Esta posição do PubliPT torna preocupante a situação da netAffiliation, já que o PubliPT é o maior site de propaganda pela Internet de Portugal e um dos maiores do mundo, com quase 150.000 afiliados e está em operação desde 2005.

A situação é ainda mais preocupante sabendo que o netAffiliation trabalha com campanhas de marketing de empresas conhecidas do brasileiro, como Proteste, Polishop, Oi Fotos e Walmart. Assim este problema com o PubliPT pode afetar tambpem todos os brasileiros que trabalham com a plataforma de afiliação.

Se você é afiliado do netAffiliation, deixe seu comentário sobre a plataforma e a pontualidade do pagamento de comissões.

Priples sob investigação por suspeita de Golpe da Pirâmide Financeira

Como eu suspeitava, a Priples está sob investigação da Polícia Civil Pernambucana por suspeita de golpe da Pirâmide Financeira.

Se as suspeitas forem confirmadas, quem entrou quem entrou no negócio no início vai ganhar dinheiro por algum tempo, mas somente até que a Pirâmide desmorone. Isto porque o rendimento dos participantes é custeado exclusivamente ou em grande parte pela adesão de novos participantes. Este tipo de golpe já e antigo e é também conhecido como esquema Ponzi.

Transcrevo abaixo trecho da matéria de Hugo Bispo do jornal Diário de Pernambuco de 11/06/2013.

Em um mês, R$ 1 mil geram mais R$ 600. No mínimo. E o melhor: você nem precisa sair de casa para isso. É só responder a cinco perguntas propostas diariamente por um site. E pode pesquisar na internet para responder, se quiser. E não se preocupe, ninguém do portal vai checar se as respostas estão corretas. Parece brincadeira, mas não é.

É esse o negócio que uma empresa pernambucana de marketing multinível chamada Priples propõe aos usuários. Com quantias a partir de R$ 100, o investidor ganha o direito de ser remunerado em 2% ao dia durante um ano.  A promessa de ganhos chama tanta atenção que também atraiu os olhares da Polícia Civil do estado, que abriu inquérito para investigar o caso. A Priples está sendo investigada por crime contra a economia popular – mais conhecido como esquema de pirâmide financeira. Já existem 11 queixas contra a empresa.

Segundo o advogado Thiago Lapenda, do escritório Lima e Falcão, pode ser configurada como pirâmide toda operação financeira em que a remuneração de clientes antigos é feita com o dinheiro de novos clientes, e não com o rendimento de serviços ou produtos vendidos. “Esse tipo de negócio não é sustentável, pois os lucros distribuídos são maiores que a receita da empresa.”

O delegado titular da Delegacia do Ipsep e autor do inquérito contra a Priples, Carlos Ferraz, acredita que o caso se trate de uma pirâmide e só espera o resultado da perícia contábil para comprovar oficialmente sua tese. “Como uma empresa cuja razão social é de R$ 30 mil pode pagar dividendos milionários aos seus clientes?” Ferraz conta que a Priples poderá ser indiciada por outros crimes, como formação de quadrilha, sonegação fiscal e estelionato.

O dono da empresa, Henrique Maciel Carmo de Lima, foi intimado para depor, mas não compareceu. Quando for concluído, o caso será levado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Até agora 11 pessoas prestaram queixa contra Priples, de acordo com Carlos Ferraz. Foram registradas denúncias a respeito do não pagamento dos rendimentos no dia previsto.

Quem quizer ler a reportagem completa pode Clicar AQUI.

GoBull NÃO É do Eike Batista

Atenção amigos. Está circulando na Internet um boato que a nova empresa de MMN “GoBull” teria como dono o empresário Eike Batista. Este fato é desmentido na própria página da GoBull no Facebook conforme banner abaixo:

Até o momento não tenho nada contra a GoBull, mas também não tenho nada a favor. O texto informativo na página da empresa, assim como também os textos na sua página do Facebook não são muito esclarecedores. Veja o que diz a página da empresa:

“A GoBull é uma empresa de venda direta que utiliza o marketing multinível como um canal de comercialização de estoques e produtos tradicionais do mercado. Ele licencia o direito de comercialização de estoques de produtos tradicionais a seus participantes, permitindo ganhos com a margem de venda e recompra destes produtos. A GoBull através de acordos com as empresas licenciadas consegue oferecer margens de compra e recompra vantajosas por atuar com um grande volume de transações.”

Não dá para entender exatamente como a empresa vai funcionar, se haverá mensalidades, se vai haver alguma taxa de cadastro, ainda está tudo muito obscuro.

Minha recomendação e de cautela sobre o cadastro e se for se cadastrar, faça-o sem levar em conta o nome Eike Batista.