Archive for Educação Financeira

Deixando as Crenças Limitantes para Trás

Deixando as crenças limitantes para trásNa madrugada da noite de Natal, quando chegava em casa após a confraternização com meus familiares, liguei a TV enquanto trocava de roupa e me preparava para dormir.

Estava passando um filme bobo de Natal com o Ben Aflleck, “Sobrevivendo ao Natal”. Era o finalzinho do filme e eu estava assistindo só para deixar o sono acabar de chegar.

De repente eu vi uma cena com uma ideia sensacional para acabar com as crenças limitantes. Se você ainda não sabe o que é uma crença limitante, continue lendo que eu vou explicar  melhor mais abaixo.

O rapaz, representado pelo Ben Affleck, que eu nem me lembro o nome chegou próximo a uma lareira, escreveu um problema familiar que o afligia a anos em um pedaço de papel, o amassou e atirou na lareira. Neste instante disse a frase: “Eu os perdoo”. Desta forma ele ficou livre daquele fardo que o perseguia.

Você pode usar esta mesma estratégia para se ver livre das suas crenças limitantes. Simplesmente escreva em um pedaço de papel a sua crença limitante da qual você quer se livrar e queime este pedaço de papel. Neste instante diga a frase: “Eu me perdoo totalmente e irretratavelmente por ter acreditado que (crença limitante que você escreveu no papel).”

Crenças limitantes são resultados de interpretações negativas das experiências que vivemos. No momento que nos identificamos com uma situação ou modelo, nossas decisões sofrem influências daquele padrão, impedindo a mudança de paradigmas.

Existem milhares de crenças limitantes que podem lhe impedir de progredir em todas as áreas da sua vida. Existem crenças limitantes pessoais, profissionais, financeiras, amorosas e etc. Read more

Você é um pagador de contas?

VVocê é um pagador de contas?ocê é um pagador de contas?

Você vai ser um pagador de contas para sempre?

Você quer ser um pagador de contas para sempre?

Hoje eu vi um vídeo do Flávio Augusto, fundador da rede de escolas de inglês Wise Up, que me chamou a atenção pois confirma o que venho aprendendo em livros e colocando em prática. Nada melhor do que saber que um  empreendedor de sucesso, que começou praticamente do nada,  pensa como você pensa, ou melhor, que você pensa como ele pensa.

Resumidamente o Flávio Augusto empreendeu a Wise Up a partir de R$20.000,00 que tinha disponível no cheque especial e criou uma das maiores redes de ensino do inglês aqui no Brasil. Isto chamou a atenção do Grupo Abril, que entrou numa negociação bilionária e adquiriu toda a rede de escolas próprias e os direitos de franquia. Hoje, aos 42 anos, o Flávio Augusto é um dos maiores acionistas individuais do Grupo Abril, mora nos EUA e investe no futebol (soccer mesmo).

Voltando ao vídeo, o mais importante deste vídeo não é só saber se você é um pagador de contas ou se vai ser um pagador de contas para o resto da vida. A pergunta correta é: Você quer ser um pagador de contas para o resto da vida? Esta é a questão. Ser ou não um pagador de contas para sempre é uma opção, e como opção depende da sua vontade.

Read more

Como calcular o rendimento do Tesouro Direto?

Tesouro Direto - Quem entende investe.Recebi muitas perguntas sobre o post “Como e Por Que Investir no Tesouro Direto“.

As principais dúvidas foram sobre como calcular o rendimento no vencimento do título adquirido.

Vamos então por partes:

Os títulos disponíveis para compra estão no link abaixo:

http://www3.tesouro.gov.br/tesouro_direto/consulta_titulos_novosite/consultatitulos.asp

Como calcular os rendimentos do Tesouro Direto
Para saber o valor exato do resgate no dia do vencimento do título, use a calculadora do endereço abaixo:

http://www3.tesouro.gov.br/tesouro_direto/calculadora/calculadora.aspx

Você vai clicar no link acima e preencher os campos, de acordo com o tipo de título escolhido.

Se ainda tiver dúvida quanto ao tipo de título que você deve escolher, volte ao post “Como e Por Que Investir em Tesouro Direto” para rever o assunto ou veja Este Post da Infomoney.

Veja 2 exemplos de cáculo. O primeiro para um título prefixado e o segundo para um título pós-fixado.

Exemplo 1: Título prefixado LTN 010117 com vencimento em 01/01/2017, considerando uma aplicação de R$1000,00 em 27/05/2014 e taxa de administração de 0,5% a.a.

Temos uma rentabilidade líquida de 9,49% a.a.

calculo ltn

Resultado da Simulação
Título: LTN
Dias corridos entre a data de compra e a de vencimento: 949
Dias corridos entre a data de compra e a de venda: 949
Dias úteis entre a data de compra e a de vencimento: 655
Dias úteis entre a data de compra e a de venda: 655
Valor investido líquido: R$ 1.000,00
Rentabilidade bruta (a.a.): 11,77%
Taxa de Negociação (0,0%): R$ 0,00
Taxa de administração na entrada: R$ 5,00
Valor investido bruto: R$ 1.005,00
Valor bruto do resgate: R$ 1.341,92
Valor da taxa de custódia do resgate: R$ 9,13
Valor da taxa de administração do resgate: R$ 9,37
Alíquota média de imposto de renda: 15,00%
Imposto de renda: R$ 51,29
Valor líquido do resgate: R$ 1.272,13
Rentabilidade líquida após taxas e I.R. (a.a.): 9,49%

 

Exemplo 2: Título pós-fixado NTNB Principal 150519 com vencimento em 15/05/2019, considerando uma aplicação de R$1000,00 em 27/05/2014, projeção de inflação de 5% a.a. e taxa de administração de 0,5% a.a.

Temos uma rentabilidade líquida de 9,09% a.a.

calculo ntnb-principal

Resultado da Simulação
Título: NTN-B Principal
Dias corridos entre a data de compra e a de vencimento: 1813
Dias corridos entre a data de compra e a de venda: 1813
Dias úteis entre a data de compra e a de vencimento: 1245
Dias úteis entre a data de compra e a de venda: 1245
Valor investido líquido: R$ 1.000,00
Rentabilidade bruta (a.a.): 11,18%
Taxa de Negociação (0,0%): R$ 0,00
Taxa de administração na entrada: R$ 5,00
Valor investido bruto: R$ 1.005,00
Valor bruto do resgate: R$ 1.696,31
Valor da taxa de custódia do resgate: R$ 20,09
Valor da taxa de administração do resgate: R$ 26,74
Alíquota média de imposto de renda: 15,00%
Imposto de renda: R$ 104,45
Valor líquido do resgate: R$ 1.545,03
Rentabilidade líquida após taxas e I.R. (a.a.): 9,09%

 

Lembre-se que você pode vender o título antes da data de vencimento e assim ganhar ou perder dinheiro, vai depender do valor do título no dia da venda. O valor da taxa especificado  na tabela dos títulos é somente para o resgate no vencimento do título.

Você também pode ter maior rentabilidade se conseguir uma instituição financeira com uma menor taxa de administração. Veja no link abaixo as instituições financeiras autorizadas a negociar o Tesouro direto e suas respectivas taxas de administração.

http://www3.tesouro.gov.br/tesouro_direto/consulta_titulos_novosite/consulta_ranking.asp



Como e Por Que investir em Tesouro Direto?

Como e Por Que investir em Tesouro DiretoSe você investe em Poupança já deve ter percebido que a “queridinha do brasileiro” já não rende o que costumava render no passado. Não que a Poupança tenha tido historicamente um bom rendimento, mas pelo menos sempre ganhava da inflação (IPCA).

Veja no gráfico abaixo que nos últimos anos a Poupança tem tido um rendimento real muito pequeno e no ano de 2013 chegou a ter um rendimento real de somente (0,12%). Isto quer dizer que quem investiu R$1.000,00 em 01/01/2013 teria acumulado  R$1.001,20 (já descontada a inflação) até 31/12/2014. Convenhamos, é muito pouco, até para os padrões de rendimento da poupança!

poupancaxipca

O que fazer então?

O negócio então é fazer outro tipo de investimento. Mas a cultura do brasileiro não aprova investimentos de risco, mesmo que seja moderado como é o caso dos CDBs, Fundos de Renda Fixa e Fundos Imobiliários. Se for falar em investimento em ações, aí é que são poucos os que vão partir para esta opção, já que oferece alto risco. Além do mais, ações também não tem sido um bom investimento nos últimos anos. Só estão ganhando em ações profissionais especializados.

Considerando o baixíssimo risco e a boa rentabilidade, uma ótima opção seria o Tesouro Direto. Investindo em Tesouro Direto você compra papéis emitidos pelo Governo Federal (títulos públicos) com promessa de pagamento de acordo com o rendimento e prazo estipulado para cada tipo de papel. Simplificando, você só vai tomar o cano se o Brasil quebrar.

Escolhendo o título para investir:

Os papéis negociados no Tesouro Direto podem ser prefixados (LTN e NTN-F) ou posfixados (LFT e NTN-B). Para entender melhor esta sopa de letrinhas, veja Este Excelente Artigo do UOL Economia.

À primeira vista parece ser algo muito complicado, que seria indicado somente para especialistas, mas é só entender a diferença entre os títulos que você vai ver que não é um bicho de 7 cabeças ( só de 2 cabeças 🙂 ).

Agora que você sabe o que são os títulos, veja Este Excelente Artigo da Infomoney para saber como escolher o título que melhor se adapta aos seus objetivos. Veja também Neste Link qual o rendimento estabelecido e as datas de vencimento dos títulos.

Escolhendo a sua corretora:

Bem, agora que você já sabe em qual título vai investir, é passar para a prática. No meu caso, como eu tenho conta no Banco do Brasil, preferi utilizar a BB Banco de Investimentos para que fosse o meu agente de custódia junto à BM&F Bovespa. Mas não precisa se preocupar muito com definições agora.

Veja Nesta Lista as Instituições Financeiras habilitadas (também chamadas de Agentes de Custódia) a oferecer o Tesouro Direto a seus clientes. Na lista existem corretoras de vários bancos e corretoras independentes.

Na prática, o que vai diferenciar as corretoras, já que a segurança é a mesma é o atendimento e a taxa de administração. Consulte Neste Link a taxa de administração cobrada pela corretora que você escolheu e não se esqueça de compará-la com as demais corretoras. Veja que a minha corretora, a do Banco do Brasil, tem uma das maiores taxas de administração. Infelizmente só descobri isso depois de abrir minha conta e fazer meu primeiro investimento. Provavelmente mudarei no futuro. Eu acho isso um absurdo pois os bancos oficiais (BB e CEF) deveriam ser os primeiros a incentivar os brasileiros a investirem no Tesouro Direto, mas infelizmente a verdade é outra…

Para abrir sua conta na corretora vai dar um pouquinho de trabalho, se eu for tomar como exemplo o que aconteceu comigo no Banco do Brasil. Primeiro tive que atualizar todo o meu cadastro. Depois tive que preencher um questionário destinado a descobrir meu “perfil de investidor”. Por que não pedem para você preencher este questionário quando vai investir na poupança?

Por último tive que assinar e rubricar um contrato com 50 folhas! Isso mesmo, 50 folhas. Eu até ri junto com a funcionária do BB que me atendeu. Isso faz sentido para você? Para mim não faz…

Isso, no meu modo de ver, nada mais é do que o Banco tentando desmotivar (para ser delicado) o cliente a investir em um produto que não interessa ao Banco já que o cobraria taxas de administração muito maiores em outros produtos de investimento.

Pensando como banco: Vou incentivar o que me dá mais lucro. Por isso, amigos, o pior conselheiro financeiro que você pode ter é o gerente do seu banco.

Mas deixa para lá. Vamos ao que interessa.

Realizando a sua primeira compra de títulos:

Depois disso tudo você vai passar a ter acesso à plataforma de negociação do Tesouro Direto. No meu caso o acesso é integrado ao Home Banking, com acesso pela Internet. No meu caso, a plataforma é fácil de usar e intuitiva. Fiz minha primeira compra sem problemas.

A venda de títulos é feita uma vez por dia. Você tem que agendar a compra e aprovisionar o dinheiro correspondente. No meu caso, como a plataforma é integrada, o valor total foi debitado na minha conta corrente.

 

Bem, apresentei aqui o caminho que eu trilhei para começar meu investimento em Tesouro Direto. Espero que as dicas aqui apresentadas sejam úteis para ajudar você a se decidir pelo melhor título e melhor corretora.

Se gostou das informações e deseja explorar todo o potencial que o Tesouro Direto pode oferecer, clique no banner abaixo:



Deixe abaixo seu comentário sobre o post ou sobre a sua experiência com o Tesouro Direto.